Arquivo

PostHeaderIcon Bebés que dormem a noite toda. É normal?

Sabemos que o facto de que um bebé ou crianças jovens não dormirem seguido toda a noite é o mais normal, mas não é nada extranho que um bebé durma toda a noite depois de uma certa idade.

 

Bebé a Dormir

Bebé a Dormir

Isto não quer dizer que devemos procurar “soluções” se o bebé não dorme a noite inteira, já que os despertares além de naturais, também são saudáveis.
Mas um bebé que dorme durante a noite têm algum problema? Devemos acordá-lo? Certamente extranhareis porque faço estas perguntas, quando o habitual (ou o que se ouve mais) é o oposto: ele acorda muito porque está faltando alguma coisa? O que eu poderia fazer para dormir melhor?

Perante isto, pais preocupados com o que não é um problema, chega um momento que dá algum “embaraço”  dizer: O meu filho está dorme a noite toda seguida. É como politicamente incorreta. Diante de perguntas como “Como consegues isso?” ou “Qual o segredo?” não sabe o que responder. Nós não fazemos nada…

Também se lê em vários fóruns que os casos de bebés pequenos que dormem durante a noite toda são muito raros, esses bebés dorminhocos são “bichos raros“, que certamente sofre de alguma abordagem comportamental, que os têm longe dos pais, a “engordá-los” com o biberão, ou estão abandonados á sua sorte e por isso dormem muito.

E neste sentido, este artigo é um pequena reinvindicação dos bebés, como outros quaisquer saudáveis, sãos, amados, partilhando o quarto com os seus pais que são amamentados, de que naturalmente dormem muitas horas seguidas. E que não são nada raros.

Preocupação porque um bebé dorme durante a noite.

E também pode acontecer o efeito oposto: quando no seu ambiente conheces  casos de bebés e crianças que acordam muitas vezes, sabendo que é normal, me preocupa porque o bebé dorme a noite inteira pensando que não é “normal “.

Parece que está á espera que o bebé acorda porque tem fome, porque precisa de mamar, porque quer contato, saber que estamos ali juntos a olhar para ele. Mas nada disso o acorda e passam horas de sono tranquilo.

Um exemplo: “Minhas filhas foram  muito “dorminhocas”, aos quatro meses já dormiam a noite inteira, e em algum momento chegou a preocupar, a interessar pelos padrões de sono, a procurar os efeitos negativos do sono, tanto tempo seguido.

E qual foi o resultado? É tão normal que os bebés até aos quatro meses estabeleçam padrões de sono mais estáveis e duradouros dormindo “sempre seguido”.
Na verdade, quando os bebés têm um ano de idade, a maioria deles, mais de 70%, de acordo com vários estudos, como se verá em seguida, dormirão durante a noite toda. No entanto, sim poderá haver algum inconveniente para os bebés que dormem a noite toda, como explicaremos num próximo artigo sobre este tema.

Bebé a Dormir

Bebé a Dormir

Resultados do estudo sobre o sono infantil, “Dormir toda a noite”.

Um estudo, publicado na revista Pediatrics, realizado por investigadores do Departamento de Psicologia e de Ciências da Saúde da Universidade de Canterbury (Nova Zelândia), concluiu que a consolidação mais rápida na regulação da sono infantil ocorre nos primeiros quatro meses.

Ou seja, se o bebé tende a aumentar gradualmente a minutos de sono durante os primeiros meses, o aumento é muito mais rápido nos primeiros quatro meses, tornando-se mais lento após essa idade.

Também assinala que a maioria dos bebés dormem durante toda a noite, aos dois e três meses de idade, independentemente dos critérios utilizados. E de acordo com os dados do estudo, aos cinco meses mais de metade dos bebés dormem a noite toda, o mesmo tempo que pais, aproximadamente das 22 horas a 6 horas.

O estudo é intitulado “Sleeping Through the Night: The Consolidation of Self-regulated Sleep Across the First Year of Life” (“Dormir toda a noite: a consolidação da auto-regulação do sono no primeiro ano de vida”) e indica que, no final do primeiro ano 73% dos bebés dormia essas 8 horas de seguida.
A investigação analisou dados sobre os padrões de sono de 75 bebés nascidos a termo (os resultados não podem ser extrapolados para prematuros), durante o primeiro ano de vida, seis dias de cada mês. Os relatórios que elaboraram os pais dessas crianças foram testados pelas filmagens do sono dos pequenos.

Os autores assinalam que o estudo apresenta algumas limitações, como não foi suficientemente representativas de diferentes etnias e classes sociais, ou que existiram alguns pais que deixaram de participaram nele. Mas os resultados estão próximos de outras publicações sobre os padrões de sono infantil.

Querem estes resultados dizer que as crianças que estão fora deste horário tem algum problema? Não! È normal e saudável continuar a acordar durante muito tempo. Além disso, pode passar o contrário, um bebé que nos primeiros meses dormia toda a noite, deixar de acontecer, e isso é também é normal.

Fotos | bfhoytsurligirl de Flickr

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Leave a Reply

*